14(1)

Julho 2015

PDF (11.96 MB)

Expediente

Consultores científicos: Aline Bertinatto Cruz, Bruna Trevisan Souza, Carolina de Oliveira Rodini, Carolini Kaid Dávila, Fernando O. G. de Figueiredo, Isabel Casillas Barragán, Leandro Cardoso de Morais, Lilian Cristina da Silveira, Lucas Garbini Cespedes, Marcelo Fernando Devecchi, Paula Gonçalves Cerqueira e Rodrigo Koblitz.

Editores científicos: Carlos Ribeiro Vilela, Daniel Lahr, Déborah Yara Alves Cursino dos Santos, Fabricio Beggiato Baccaro, Fernando Ribeiro Gomes e Marcelo Luiz Martins Pompêo.

Coordenadores: Bryan Souza, Daniela Soltys, Eduardo Moretti, Pedro Ribeiro e Rodrigo Pavão.

Artigos

Análise da variabilidade genética por RAPD de linhagens isoladas de solo e lodo impactados com efluente industrial
Ramon Gomes da Silva, Fernanda Romanholi Pinhati, Joab Trajano Silva

A RAPD (Random Amplified Polymorphic DNA) é uma das ferramentas utilizadas para análise dos micro-organismos em ambientes e se destaca por sua alta praticidade e baixo custo. Entretanto, a otimização das condições de reação torna-se fundamental na busca do perfil polimórfico. Nesse trabalho, bactérias provenientes de lodo ativado e solo impactados com efluente industrial foram analisadas por RAPD buscando relações de similaridade genética. Os níveis de similaridade entre os isolados de lodo e de solo variaram entre 91,9% a 56%. Através da otimização das condições de reação da RAPD, um iniciador genético foi selecionado e permitiu gerar um perfil polimórfico de bandas característicos para o conjunto de micro-organismos isolados, que poderá ser utilizado como controle de presença/ausência destes isolados. Palavras-chave. Comunidade bacteriana de lodo e solo; hidrocarbonetos policíclicos aromáticos; RAPD. DOI: 10.7594/revbio.14.01.01

PDF
Resposta a danos no DNA após exposição à luz ultravioleta: apagando o fogo antes do incêndio celular
Leonardo Carmo de Andrade Lima

O DNA é uma molécula reativa e estima-se que mais de 20 mil lesões no DNA sejam induzidas de maneira endógena por dia por célula, além de outras induzidas por agentes exógenos como a luz ultravioleta, resultando em bloqueio físico das maquinarias de replicação e transcrição do DNA Em resposta a lesões no DNA, células ativam respostas que promovem regulação do ciclo celular e reparo do DNA, evitando catásfrofes durante a replicação ou na mitose. Caso a quantidade de danos ultrapasse a capacidade de reparo, as células podem induzir morte celular como último recurso.  A importância das respostas ao dano no DNA é exemplificada por síndromes humanas, com fenótipo de envelhecimento precoce ou aumento de risco de câncer, e seu estudo poderá contribuir para o entendimento da tumorigênese e desenvolvimento de melhores terapias. Palavras-chave. Luz ultravioleta; Reatividade do DNA; Reparo do DNA; Xeroderma pigmentosum; Tumorigênese; Mutagênese. DOI: 10.7594/revbio.14.01.02

PDF
Experimentos de cruzamentos recíprocos como ferramenta para avaliar o isolamento reprodutivo numa zona de hibridação natural da família Orchidaceae Juss.
Tiago Manuel Zanfra de Melo e Gouveia e Fábio Pinheiro

Híbridos são descendentes do cruzamento entre indivíduos de duas espécies cujas barreiras reprodutivas não estão completamente estabelecidas. Hibridação é particularmente comum em certos gêneros da família Orchidaceae. Na Serra dos Órgãos no estado do Rio de Janeiro ocorrem em simpatria duas espécies irmãs do gênero Epidendrum: E. secundum Jacq e E. xanthinum Lindl, além de indivíduos com caracteres intermediários, supostos híbridos. Neste trabalho avaliamos a hipótese de hibridação e a intensidade do isolamento reprodutivo entre estas espécies. Utilizando experimentos de polinização recíproca foi possível detectar hibridação entre as espécies. O baixo sucesso reprodutivo dos híbridos formados é uma importante barreira reprodutiva que promove isolamento reprodutivo forte o suficiente para manter a coesão destas espécies. Palavras-chave. Barreiras reprodutivas; Epidendrum; Híbridos; Sucesso reprodutivo. DOI: 10.7594/revbio.14.01.03

PDF
Síntese do conhecimento sobre a diversidade de sistemas visuais em Mollusca, com ênfase em Bivalvia
Jorge Alves Audino, José Eduardo Amoroso Rodriguez Marian e Sônia Godoy Bueno Carvalho Lopes

A diversidade de sistemas visuais encontrada em Metazoa é surpreendente, e seu estudo vem crescendo exponencialmente com avanços significativos, principalmente por meio do emprego de novas técnicas e abordagens. Ampla variedade de sistemas visuais ocorre no filo Mollusca, em especial na classe Bivalvia, sendo esses animais considerados potenciais modelos de estudo na área. Primeiramente, este artigo explora a classificação da diversidade visual em Metazoa e as principais discussões atuais sobre homologias e convergências da fotopercepção animal. Em seguida, é apresentada uma revisão crítica do conhecimento sobre sistemas visuais em moluscos, destacando-se a organização ocular em bivalves. Finalmente, são apontadas lacunas no conhecimento e novas perspectivas de estudos empregando moluscos, considerando o histórico de investigações no grupo e os atuais paradigmas da evolução da visão animal. Palavras-chave. Bivalves; Convergências; Fotorreceptores; Moluscos; Olhos. DOI: 10.7594/revbio.14.01.04

PDF
Biologia Sintética: possibilidades e desafios
Jossan Borba Gomes Silva e Luis Cesar Maffei Sartini Paulillo

A biologia sintética, principalmente por causa das técnicas desenvolvidas, adquiriu atenção distinta entre cientistas, ambientalistas, políticos, bem como a sociedade, após o feito mais significativo até então: criação do primeiro organismo vivo controlado por um genoma sintético, isto é, a bactéria Mycoplasma mycoides JCVI-syn1.0. Portanto, o foco deste estudo foi realizar uma revisão da literatura sobre a biologia sintética, com o objetivo de identificar as possibilidades e os desafios existentes. Assim, os dados foram coletados a partir de publicações indexadas em bases de dados eletrônicas e a análise dos dados revelou que existem possibilidades de aplicações práticas para a indústria, meio ambiente e saúde humana, mas estas serão acompanhadas por desafios significativos. Palavras-chave. Genoma sintético; Mycoplasma mycoides; tecnologias emergentes. DOI: 10.7594/revbio.14.01.05

PDF

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <blockquote> <p> <br>

Mais informações sobre as opções de formatação