Biologia Molecular da Doença de Alzheimer

PDF (246.14 KB)

Autor / Author

José de Anchieta de Oliveira Filho, José Rodrigo Nascimento Martins

Resumo

A doença de Alzheimer é caracterizada por uma intensa neurodegeneração em áreas cerebrais responsáveis pela memória e cognição, principalmente o hipocampo. Em 2015 afetou mais de 46.8 milhões de pessoas em todo o mundo, estima-se que até 2050 esse número triplique. As principais modificações moleculares observadas são a hiperfosforilação da proteína tau e disfunção no transporte axonal, além do acúmulo do peptídeo beta-amiloide, alteração crucial para o desenvolvimento da patologia. Essa última resulta em diversos eventos patológicos, como: ativação dos receptores NMDA; alteração funcional nos receptores de insulina; antagonismo com os receptores do fator de crescimento nervoso e Frizzled; e lesão mitocondrial. Neste artigo são abordadas as principais alterações moleculares envolvidas na DA enfatizando alvos terapêuticos para tratamento dessa patologia.

Palavras-chave. Biologia do Alzheimer; Sinalização do Alzheimer; GSK-3β.