Responder a este comentário

Caro António Botêlho,

Numa revisita a esse espaço da Revista da Biologia por ocasião do final do ano topei finalmente com este teu comentário. Fico feliz por tua leitura atenta do artigo. Fico especialmente grato pelas tuas observações, comentários e sugestões. Trabalho no momento justamente sobre essa comunidade conceitual que envolve (dentre outras) as noções de monera e mônada. Obrigado também pelos votos de sucesso e pelo belo texto de Augusto dos Anjos!

Um abraço,

Guilherme Francisco

Responder

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <blockquote> <p> <br>

Mais informações sobre as opções de formatação