Notícias

Vagas de monitoria Pró-Aluno IB

ProAluno

Graduandos,

O Programa Pró-Aluno oferece dez vagas de monitoria aos graduandos do Instituto de Biociências. Os monitores selecionados deverão cumprir jornada de 40 horas mensais de monitoria, pelas quais receberão bolsas no valor de R$400,00. A duração da bolsa é de 12 meses.

Não é permitido acumular mais de uma bolsa do Programa Pró-Aluno, nem acumular bolsa da Pró-Aluno e outra bolsa qualquer - exceção feita aos apoios concedidos pela Superintendência de Assistência Social.

O formulário de inscrição deverá ser preenchido e entregue pelos interessados até às 23h59 min do dia 22/07/19 - pessoalmente, na Seção Técnica de Informática, ou através do endereço eletrônico pro_aluno@ib.usp.br. Além do formulário de inscrição, para concretizar a inscrição é preciso entregar ou enviar outros dois documentos: Atestado de Matrícula e Resumo Escolar (JupiterWeb).

O resultado do processo de seleção de monitores será divulgado na segunda quinzena de julho.

Download Processo de Selecão 2019.
Download Formulário de inscrição.

Produção científica brasileira tem reconhecimento mundial

dialogosProdução científica brasileira tem reconhecimento mundial

"Para longe de pensamentos obscurantistas, é fato que o desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil constitui condição essencial para um verdadeiro desenvolvimento socioeconômico e para a implantação de uma sociedade mais justa no País. A nossa produção científica praticamente dobrou do começo para o fim da primeira década do século 21 e continuou sua ascensão consistente.

Essa expansão notável, fruto de algumas políticas muito bem estruturadas, foi baseada na capacidade de produzir ciência das universidades públicas brasileiras, como a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), duas grandes universidades estaduais paulistas, além de outras universidades federais, como a do Rio de Janeiro (UFRJ), a de Minas Gerais (UFMG) e a do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mais de 95% da produção científica do Brasil nas bases internacionais deve-se à capacidade de pesquisa de suas universidades públicas.

Para falar sobre a situação atual da ciência no Brasil, o Diálogos na USP recebeu os professores Marco Antonio Zago, ex-presidente do CNPq, ex-reitor da USP e atual presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), e Marcos Silveira Buckeridge, diretor do Instituto de Biociências da USP e ex-presidente da Academia de Ciências do Estado de São Paulo."

Leia mais:Produção...

O desmatamento na cidade de São Paulo

desmatamentoO desmatamento na cidade de São Paulo

"Representantes da sociedade civil, entidades ligadas ao meio ambiente, cientistas, especialistas e autoridades realizaram uma reunião, na USP, para discutir a devastação de áreas verdes na cidade de São Paulo.

O encontro foi uma iniciativa do vereador Gilberto Natalini, do (PV), que vem denunciado há meses o problema do desmatamento na capital."

Leia mais:O...