Árvores ajudam a contar a história da poluição do ar na cidade de São Paulo

"epkjddmnhincpchhAs pesquisas ambientais na maior cidade brasileira têm recebido um reforço da própria natureza. São testemunhas da história da poluição do ar de São Paulo.

Não adianta negar. As provas de como sujamos o ar estão registradas por testemunhas que não mentem: as árvores. Elas não falam, claro, mas têm muita história para contar. Histórias que pesquisadores estão recuperando.

Eles usam um instrumento chamado trado, um tipo de broca, para perfurar o tronco e retiram um filete de uns 20 centímetros de comprimento. É essa amostra que vai revelar o que aconteceu com a árvore desde que foi plantada, há mais de 30 anos. É uma Tipuana, árvore muito comum em São Paulo e que tem os anéis do tronco bem marcados.

Esses anéis contam a história da árvore. A cada ano, ela forma um novo anel, e quando uma amostra do tronco é colocada no microscópio, o que aparece na tela é uma espécie de diário. A gente pode ver os registros de tudo o que aconteceu com a arvore, mas não é só a história da arvore, é também a nossa história, e do ar que respiramos."

Confira a reportagem completa, com a participação do Prof. Marcos S. Buckeridge do Departamento de Botânica do IB, exibida no Jornal Nacional.