Egressa do IB é destaque internacional

egressaEgressa do IB é destaque internacional

Diante das dificuldades de um mundo cada vez com mais gente e menos comida para todos, a biotecnologia é um bom caminho para mexer em uma terceira variável que só a ciência parece ter acesso: a eficiência energética da planta. A ideia é aumentar a quantidade de carboidratos (consequentemente, de comida) produzida a partir da luz e água recebidas na lavoura.
A Dra. Amanda de Souza fez doutorado e pós-doutorado no IB/USP, Laboratório de Fisiologia Ecológica de Plantas (LAFIECO), com bolsa FAPESP, e atualmente está trabalhando diretamente nisso no projeto Realizing Increased Photosynthetic Efficiency (RIPE), vinculado à Universidade de Illinois (EUA). O projeto reúne cientistas de várias partes do mundo para trabalhar com engenharia fotossintética de culturas importantes para países em desenvolvimento, como arroz, legumes e mandioca.

E é neste último que sua pesquisa está estruturada. O trabalho da Dra. Amanda foi destaque no site da RIPE, e você consegue conferir a matéria completa aqui.

Caso queira saber mais sobre o projeto RIPE, clique aqui.