Instituto de Biociências - Universidade de São Paulo
Criação da USP
Cadeira de Botânica
Cadeira de Zoologia
Cadeira de Fisiologia Geral e Animal
Cadeira de Biologia Geral
Graduados FFCL
Curso
Instalações

> home

Instalações

Faculdade de Medicina

amplie

A Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, durante vários anos, funcionou sem instalações próprias. Teve a sua primeira sede instalada nas dependências da Escola Politécnica e da Faculdade de Medicina.

As Cadeiras de Biologia, Botânica, Mineralogia, Paleontologia e Zoologia ficaram no prédio da avenida Dr. Arnaldo, 455. em instalações relativamente amplas, porém, a Cadeira de Química necessitava de um espaço maior. Os alunos e professores da Faculdade de Medicina se rebelaram contra uma obra de ampliação destinada a Cadeira de Química. Depredaram as obras em andamento e criou-se uma atmosfera insustentável.

No segundo semestre de 1937, o Prof. Ernesto de Souza Campos foi nomeado 2º Diretor da FFCL. A ele coube instalar parte da FFCL, que não dependia de laboratório, num casarão situado na rua da Consolação nº 76 que era o solar do Interventor José Cássio de Macedo Soares e ali ficaram por seis meses. Logo depois, a casa foi demolida para construir a atual Biblioteca Municipal.

As Seções que dependiam de laboratórios, ainda permaneceram um certo tempo no prédio da Faculdade de Medicina.

Alameda Glete

amplie

No dia 31 de dezembro de 1937, as Cadeiras da Subsecção de Ciências Naturais da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras foram transferidas para um edifício na esquina da Alameda Glete com a rua Guaianazes, antiga sede da Companhia de Seguros Sul-América.

O luxuoso palacete da época áurea dos barões do café, construído no final do século XIX, no bairro paulistano dos Campos Elíseos, foi, por mais de uma década, a residência do médico e industrial carioca Jorge Street.

O imóvel foi adquirido, no segundo semestre de 1937, pela Universidade de São Paulo, para instalação das Cadeiras da subsecção de Ciências Naturais. Ainda em 1937 e durante o primeiro semestre de 1938, as dependências do imóvel foram adaptadas, com a cobertura de áreas abertas e a construção de anexos.

Em meados de 1938 a Cadeira de Biologia Geral foi instalada no sótão do palacete. Enquanto a Cadeira de Zoologia, da qual em 1939 se ramificaria a de Fisiologia Geral Animal, ocupou o primeiro andar e a de Mineralogia e Petrologia, o andar térreo, a de Botânica e a de Geologia e Paleontologia ocuparam outras construções já existentes e adaptadas, no fundo e na lateral do terreno do palacete.
Em 1947 foi realizada a escavação do porão para ampliação da Cadeira de Biologia.

Em 1955, as Cadeiras de Zoologia e Fisiologia foram transferidas para a Cidade Universitária “Armando de Salles Oliveira”, originalmente uma fazenda pertencente ao Instituto Butantã, na qual eram criados cavalos para uso na obtenção de vacinas.

Em 1957, a partir de algumas cadeiras do curso de História Natural foi criado o curso de Geologia que permaneceu no palacete da Glete. Logo a seguir, depois da construção do Edifício da Biologia, atual Edifício André Dreyfus, as Cadeiras de Botânica e de Biologia Geral também se transferiram para a CUASO, respectivamente em 1958 e 1959.